Super Homem?

sábado, junho 04, 2011

 Outro dia me peguei destraida avaliando esse momento que a humanidade vive.
 No segundo post da série Heróis eu disse que o Superman foi inspirado no conceito de Super Homem de Nietzsche. 
 Nos HQs o Superman é descrito como o homem do amanhã porque podia realizar pródigios com suas habilidades e tinha o mais elevado senso moral.  O Super Homem idealizado  por Nietzsche também teria tudo isso. Específicamente teria:
Uma transvaloração de todos os valores, sede de poder e vontade de superação.

 Pensem comigo.
 Hoje a família é uma instituição marginalizada. Vemos criminosos andando livres e impunes. Aqueles que deveriam ser os nossos representantes, guardiões da democracia e da justiça, sugam o dinheiro público usando os recursos do Estado para se manterem na riqueza e andarem em carros de luxo. Coisas que deveriam ser repugnadas pela sociedade como pedofilia, assassinato, roubo, adolescente/crianças grávidas, estupro, etc já se tornaram cotidianas!
 A cada dia o mundo se torna mais moderno. A cada dia o homem sabe mais, tem mais, controla mais.
 Somos o raça que descobriu a energia atômica e usou seu poder para destruição, que chegou ao espaço e não fez nada lá, que anda sob os mares e polui os mesmo, que voa nos céus e joga bombas dele, que criou máquinas capazes conectar cada pessoa do planeta e usamos elas para twittar  e cada dia sabemos mais. Nossos governos vivem á competir pelo controle disso ou daquilo.
 O corpo perfeito é posto em um pedestal e reverenciado. As academias e clínicas de cirurgias plásticas são seu templo. Tempo, saúde e muito dinheiro são sacrificados em seu altar.  Roupas e acessórios caros são ofertados á ele, servindo de adorno.
 Vivemos em constante competição. Queremos ser mais bonitos, mais ricos e mais poderosos!
Já somos o Super Homem!
 Veja a lista:
Transvaloração de todos os valores - Checado
Sede de poder - Chacado
Vontade de superação - Checado

 Está tudo aí. Já somos o Super Homem. Mas diferente do que Nietzsche imaginou isso não é uma coisa boa.

 Não tenho uma conclusão para este texto. Foi só um pensamento que ficou na minha cabeça e como tudo que passa por ela vem parar aqui mesmo acabei postando. Sei que não é muito animador mas fazer o quê[?] Eu penso essas teorias filosóicas destorcidas o tempo todo.

Até a proxima sobreviventes!

5 comentários:

Camila Monteiro disse...

Interessante teu ponto de vista. Concordo com vc. Estamos em busca de perfeicao o tmepo todo.
Adorei tuas palavras!
Beijao e excelente dia pra vc!

Paulo Cesar PC- BLOG DE TUDO UM POUCO, MINHA OPINIÃO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo Cesar PC- BLOG DE TUDO UM POUCO, MINHA OPINIÃO disse...

Na realidade Driele, temos tanta necessidade de super herois, que quando alguém se destaca em algum setor, seja na música, nas artes ou no esporte, apenas para citar esses, logo dizemos, fulano é um heroi. Não é querendo diminuir a intenção que você coloca no seu texto, mais quer saber mesmo, heroi é todo aquele que acorda as 4 da manhã pra pegar trem eb onibus lotado e no final do mês sobreviver a tudo isso com 545 reais. Um carinhoso e fraternal abraço. Tenha um otimo fim de semana

Paulo Cheng disse...

Nietzsche foi uma alma atormentada, não cria em Deus e sempre tentava justificar as coisas pela razão, mas algumas coisas ele acertava em cheio. Concordo que o homem sempre quis ser supra-humano, deus ou algo parecido, tanto é que, vez por outra ele brinca de ser Deus manipulando o rumo natural de algumas coisas, como na ciência. E, ao mesmo tempo em que a humanidade "evolui", ela se torna mais e mais questionável, fria e mal.

Um ótimo texto Dri, parabéns.

Anônimo disse...

O Super homem não é como pessoas normais, nem vaidoso, o super homem é o homem que busca a verdades da vida, não tem ego, nem pensamentos baixos, o super homem idealizado é o ser que faz a coisa certa, tentando compreender os mistérios da vida.

Postar um comentário