Me digam vocês...

segunda-feira, maio 30, 2011

Li um post do Paulo Cheng hoje que falava sobre MMA e o comparava com o violência que vemos espalhada por aí. A maioria dos comentários ressaltava a violência contida no esporte e o condenava como uma prática nociva.
 Como parte do público que dá audiência aos eventos e até acompanha algumas notícias sobre o assunto gostaria de expressar minha opinião; só que justificando alguns mal entendidos e mostrando os pontos positivos da prática, que como percebi em diversas opiniões, é julgada nociva por algumas pessoas.


1° Em qualquer esporte o praticante assume os riscos de possíveis acidentes/lesões/morte e toma as devidas medidas para garantir sua segurança e dos demais participantes.
2° A agressividade é parte natural do ser humano e é expressada de uma forma ou de outra. Sendo assim, fazer isso num ambiente controlado e preparado é muito melhor do que explodir do nada em lugares ou de formas impróprias.
3° A violência é esfregada na nossa cara em qualquer horário. Nos noticiários, nas novelas, nos filmes e até em nosso meio social e não falamos nada. Portanto é impossível que um estilo de luta que surgiu recentemente, comparado aos outros exemplos, seja responsabilizado, mesmo que parcialmente, pela realidade insana em que vivemos.
4° Muitas academias são respeitadas por fazerem trabalhos sociais e por dar suporte aos jovens para que tenham uma vida escolar proveitosa e uma boa convivência social.
5° Dentre os esportes que causam mais mortes e são os mais perigosos do mundo o MMA não passa nem perto. Os esportes que causaram as piores lesões/irreparáveis do mundo não tem nada a ver com MMA ou outro tipo de luta.


 Então, tendo apresentado meus argumentos não acho que seja possível comparar o MMA com a violência sem sentido que é vista com uma certa naturalidade hoje.
 A violência gratuita é uma doença que destrói a sociedade. Mas agressividade faz parte da nossa natureza.
 Quando nos frustramos, ficamos tristes, alguém nos ofende, nos confronta expressamos agressividade de alguma forma. Seja numa discussão mais exaltada ou numa agressão física de fato.
 Se nós escolhermos lidar com a agressividade presente em nós de forma produtiva ao invés de ignora-lá e marginaliza-lá fica tudo muito mais fácil.
 Mas, claro, todos tem direito a ter sua opinião. 
 Muitos ainda vão dizer que MMA é só violência e estão dentro de seus direitos. Mas peço que pensem melhor sobre o assunto e analisem os fatos a fundo.
 Gostaria de saber a opinião de vocês também.


 É isso que gosto na blogsfera. Você pode conhecer a opinião das pessoas e dizer a sua de uma forma que todos os lados de uma questão podem ser explorados. Não vemos muito isso no dia-a-dia.
 Tenho que parabenizar o Paulo pelo texto. Mesmo não concordando tenho que admitir que foi muito bem escrito como sempre e ótimo.

6 comentários:

Paulo Cesar PC- BLOG DE TUDO UM POUCO, MINHA OPINIÃO disse...

Olá Driele, de fato o tema é palpitante. Toda e qualquer violência venha ela de que forma for é nociva ao ser humano. Não sou um estudioso na área medica, mais existem muitos relatos de sintomas que ficaram em muitos atletas que durante ano atuaram em esportes de certa violência física Aqui não quero condenar nenhum deles por esse motivo, até porque não tenho embasamento sobre isso, mais definitivamente não gosto de nenhum deles, talvez goste um pouco do judô e do caratê Um grande abraço.

Paulo Cheng disse...

Ótima matéria Dri, e gostei do teu ponto de vista, pois foi abrangente e global. Realmente a violência de nossos dias é mais chocante e nociva do que um esporte isolado. Mas na minha matéria quis comentar o esporte isoladamente, e se vc for analisar o MMA de forma isolada, lógico que a incidência de morte é baixíssima, mas o espote em si é carregado de brutalidade. Gostei do teu comentário no ponto 3, muito pertinente e tudo a ver.

Gostei do gancho da minha matéria para criar esta sua, valeu e abração pra ti.

Thiago Brito disse...

Nossa, Parabéns pelo Blog, muito bom, um conteúdo esplêndido, maravilhoso, me agradou bastante, sempre que puder estarei por aqui para ler bons textos.

Estou te seguindo
Quando puder passa lá no meu também

http://essenciaego.blogspot.com/

Abraço apertado

Paulo Cheng disse...

Dri, fiz uma citação sua no meu novo post, confere lá, ok?

Abração.

Alves&Valentim disse...

Seguindo *-*

http://donnavalves.blogspot.com/

William disse...

Olá Driele,
Caramba, gostei da sua posição à respeito da matéria que o Paulo tinha feito e sobre a sua opinião. E é assim que deve ser mesmo, sempre verdadeira.
Mas, não fique brava comigo, eu discordo. Isso é que é bacana. Não adianta nada vir aqui e ficar enchendo de linguiça dizendo que tudo é ótimo e maravilhoso. Não é. Isso não é esporte.
Dois idiotas um batendo na cara do outro, dando porrada, se digladiando, e sei lá quantos adjetivos podemos colocar, isso é o fim da picada. É desumano e insano. Não leva a nada. Não importa se a violência está estampada em jornais, televisão e internet. Praticar a violência é que é repugnante. E babacas "se sangrando" por porradas....parei! Não perco um minuto sequer assistindo um lixo como esse.
Sou sincero e não deixo para trás o que penso.
Uma ótima quarta-feira pra você.
Beijo.

Postar um comentário